O queijo é amigo do cálcio, que é amigo da saúde


Todos sabem que o leite é rico em cálcio -
1,2g/Litro. Já os queijos apresentam quantidades variáveis de cálcio, alguns
mais que outros. O importante é que o cálcio presente nos queijos está
prontamente disponível por não conter nenhuma substância que iniba a absorção
desta substância no intestino. Por isso, é uma boa opção de consumo para quem
busca adequar a ingestão desse nutriente.

O ideal é consumir queijos mais leves e que
contenham quantidades razoáveis de cálcio. Mas é preciso ficar atento a outro
detalhe: a combinação de alimentos. Assim como outros nutrientes, a absorção de
cálcio pode sofrer interferência por conta de escolhas alimentares no momento
da sua ingestão. A quantidade de gorduras está intimamente relacionada com a
absorção de cálcio, pois elas diminuem o trânsito intestinal, fazendo com que o
cálcio ganhe mais tempo para ser absorvido pelo intestino. O consumo em
excesso, entretanto, causa a precipitação e a formação de sais insolúveis de
cálcio que serão eliminados.

E como sabemos, o cálcio é muito importante
para o bom desenvolvimento e para a boa manutenção dos ossos e dos dentes, para
a contração muscular, a coagulação sanguínea, a função enzimática e a
transmissão nervosa.

Todos sabem que o leite é rico em cálcio - 1,2g/Litro. Já os queijos apresentam quantidades variáveis de cálcio, alguns mais que outros. O importante é que o cálcio presente nos queijos está prontamente disponível por não conter nenhuma substância que iniba a absorção desta substância no intestino. Por isso, é uma boa opção de consumo para quem busca adequar a ingestão desse nutriente.

O ideal é consumir queijos mais leves e que contenham quantidades razoáveis de cálcio. Mas é preciso ficar atento a outro detalhe: a combinação de alimentos. Assim como outros nutrientes, a absorção de cálcio pode sofrer interferência por conta de escolhas alimentares no momento da sua ingestão. A quantidade de gorduras está intimamente relacionada com a absorção de cálcio, pois elas diminuem o trânsito intestinal, fazendo com que o cálcio ganhe mais tempo para ser absorvido pelo intestino. O consumo em excesso, entretanto, causa a precipitação e a formação de sais insolúveis de cálcio que serão eliminados.

E como sabemos, o cálcio é muito importante para o bom desenvolvimento e para a boa manutenção dos ossos e dos dentes, para a contração muscular, a coagulação sanguínea, a função enzimática e a transmissão nervosa.